* Quem não leu lê, quem já leu lê de novo.

Nomes como Nelson Gonçalves, Wando, Elymar Santos, Falcão, Wander Wildner, Agnaldo Timóteo, Luiz Caldas, Raul Seixas, Sidney Magal e mais alguns são nossos Deuses, nosso panteão. “Tu és o MDC da minha vida”, “Eu tenho uma camiseta escrito Eu Te Amo” e “Eu não sou cachorro não” são nossos hinos, cantados por nuvens de mariachis com sombreiros brancos com detalhes dourado e pochetes em couro preto brilhante. É isso mesmo! Nós somos Bregas. Com maiúscula, olha o respeito!

Esse manifesto tem como objetivo resgatar a cultura Brega e reacender nos corações sangrentos e sofredores de todos os brasileiros o Orgulho Brega. Porque, no fundo, todo brasileiro é um Brega. E nós, Bregas, devemos nos unir! Nada de vergonha, nada de ouvir Magal ou Wando escondido, chega disso! Nos orgulhemos de nossa condição! Em nossas casas os sofás são de couro com textura de mármore! Nas mesas, elefantes de porcelana convivem lado a lado com galinhos que mudam de cor quando vai chover! Nossas TVs tem uma padronagem imitando o jacarandá e nossos carpetes são verdes musgo!

Nós usamos calça xadrez com camisa listrada sem pudor! Temos mullets, usamos calça de brim, chapéus e casacos de couro de Jacaré ou de cobra! Nossos celulares têm capas de couro preto e nossos computadores têm como descanso de tela fotos do pôr do sol e montagens com a foto da nossa amada! Por falar em amadas, às nossas nunca falta um buquê de rosas vermelhas, cartas e mais cartas, bilhetinhos, bichinhos de pelúcia e outros mimos. Nas nossas TVs só passam novelas mexicanas, programas de problemas familiares ou a novela nova da mulher do Sílvio Santos, e sob nossa estante de madeira avermelhada com cantoneiras douradas pousam DVDs de “Nove e meia semanas de amor”, “Ghost”, “A Lagoa Azul” dentre outros.

Aliás, o México é a Meca do Brega. Tudo que vem de lá é, por natureza, Brega. Aquelas roupas coloridas, os Mariachis, os ternos brancos, as varandas com adornos de mármore, enfim, o México é a Meca do Brega. Mas quem ainda não pode largar tudo e viver pintando ou compondo em Guadalajara, pode passar a lua de mel em Iguaba, um fim de semana em Caldas Novas ou um feriadão em Xerém, com direito a banho de cachoeira e tudo.

Então, se você é Brega, junte-se a nós! E se não é, não sabe o que está perdendo! Esse Manifesto é só o começo.  Seja bem vindo, senta aí na almofada com estampa de tigre, pega um ponche e sinta-se em casa.