Descobri hoje – tardiamente – o blogue do Fernando Caruso. Nem preciso falar que a minha manhã foi completamente ociosa no trabalho, porque desde que cheguei to lendo o blogue do cara. No último post ele transcreve um texto de um cara chamado Brian Michael Bendis. Percam um tempinho e dêem uma lida, vale a pena. Não só por esse texto, mas pelo blogue todo. Então, esse texto é uma espécie de desabafo, e o cara fala, explicando bem en passant, em como as pessoas são covardes na internet. na internet todo mundo reclama, todo mundo xinga, coisa e tal, e que elas fazem isso porque ficam anônimas, e jamais teriam coragem de fazer isso pessoalmente. Ninguém sabe quem elas são, onde moram ou se têm autoridade sobre aquele assunto.

Enfim, concordo em gênero, numero e grau. Na internet todo mundo fala mal do seu texto, fala que você é veado, metido… Mas se fosse pessoalmente, duvideodó que elas iam falar isso. Mas eu não teria a cara de pau de fazer um texto só concordando com outro. Mas eu não só concordo, como vou além. E essa opinião além vem embasada na conversa que tive com um amigo (o dos blogues do meus eus lírico, critico e crônico ali nos links) há uns dez minutos. Comentando com ele as buscas pelas quais as pessoas chegam ao meu blogue, ele na bucha (ou na buxa) lascou: “Será que na Idade Media as pessoas eram taradas assim”? Pois é, esse é o ponto que já pululava em minha mente há bastante tempo: a internet faz as pessoas ficarem mais taradas!

Não to falando dessa babaquice de pornografia na internet e nhenhenhe. To falando do cerne da questão, da quantidade de pornografia BUSCADA na internet. Da quantidade de gente que busca putaria na internet. Pra pautar meu ponto de vista, vou listar aqui embaixo algumas das buscas feitas no google, e pelas quais as pessoas chegaram no meu blogue. Percebam que eu não escrevo putaria, logo, não sei porque isso vem parar aqui. Deliciem-se.

 

– videos de mulheres lutando de biquini

– mulheres que sao timidas nuas na web cam

– filmes pornograficos

– mulheres gorda+trepando

– videos videologs trajes sumários

– o homem prefere mulher seca ou molhada

– marcia imperador trepando e gritando

– luta com mulheres se lambendo na lama

– videos sexo entre machos

– cunhadas gostosas

– menage a tris ele tambem leva no cu

– o meu cao fudeume na minha cama

– filme porno de alexandre frota comendo o sérgio mallandro

– quero foder a minha tia madura

 

Antes de continuar, me perdoem os palavrões. As frases não foram editadas por mim, colei aqui EXATAMENTE com elas aparecem nas minhas estatísticas. E que me perdoem também as tímidas nuas, as gordas que trepam, a Márcia Imperator, às cunhadas gostosas, às tias maduras e, principalmente, me desculpe do fundo do meu coração o Sérgio Mallandro. E essas foram garimpadas somente, pasmem, em DOIS dias. Hoje e ontem. Agora me responde: será que na idade média, em uma roda de amigos na taverna, ou em um consultório medico, alguém confidenciava que seu cachorro lhe fodeu na própria cama? Ou será que no Velho Oeste, em um Saloon, alguma dançarina perguntava, sussurante, nos ouvidos de algum cowboy ávido por lhe arrancar as roupas se “os homens preferem as mulheres secas ou molhadas”?

Claro que não, porra! Gente pervertida sempre existiu, mas assim também já é demais. E você, caro leitor, acha que toda essa gente que procura essa putaria toda na internet REALMENTE faz isso tudo na vida real? Você acha que esses gordinhos cheios de espinha na cara que buscam isso REALMENTE comem cunhadas gostosas ou já tiveram uma mulher se exibindo pra eles na webcam? Vocês acham mesmo isso? Se fosse assim o mundo ia ser um grande baile de carnaval da Bandeirantes da década de noventa. Na internet é mole ser machão(?), xingar, procurar mulheres se auto-conhecendo com bengalas de madrepérola com uma águia na ponta – de asas abertas -, mas na vida real, camarada, o buraco é muito mais embaixo, com trocadilho.

Eu já falei aqui e falo de novo: é tudo culpa da internet. A internet é uma praga. Essa crise que ta aí? Culpa da internet? Banco quebrando, dólar subindo e o Brasil não ganha nem do Vasco? Pode apostar que tem o dedo da internet aí. Ou você acha que se não tivesse a internet, a sua namorada ia ficar de papinho com o ex no msn? Sua mãe ia te mandar corrente todo dia de menininha com hemorróida precisando juntar cinco mil tampinhas de Mineirinho pra conseguir uma operação? Sua namorada ia, enquanto você ta no banho, achar aquelas conversas picantes – apesar de completamente inocentes – que você travou via email com aquela gostosa do financeiro? Você ia ficar puto da vida, se não existisse essa mazela chamada internet, com os scraps daqueles babacas no Orkut da sua namorada? E vocês acham que algum jornal que se preze ia me pagar pra escrever essas merdas? Jamais. Então, camarada, da próxima vez que for defender a internet, pense duas vezes. P.s.: a parte do jornal foi um rompante de falsa-modéstia completamente inócuo e sem razão. Na realidade a única boa razão pra internet existir é o meu blogue. E o Youtube, sempre na esperança de achar por aí um vídeo do Frota mandando ver no Sérgio Mallandro…