Voltando do trabalho ainda há pouco, vinha conversando pra distrair a longa jornada até a minha casa. Tinha umas meninas muito bonitas no ônibus, e comçamos a pensar na grande injustiça desse mundo cão. Quando elas chegavam perto das pessoas, quando era homem, logo o sujeito se ajeitava no banco do ônibus pra ela sentar, faltava lamber o assento. Mas quando era uma mulher feia, o sujeito resmungava e fingia que tava dormindo. Esse mundo é realmente muito injusto com as pessoas, digamos, menos favorecidas esteticamente.

Então, começamos, o Lufe e eu, a divagar. Se um dia um de nós dois for Governador ou Presidente, isso vai acabar. Vamos fazer a sociedade um lugar bem mais justo e menos desigual. Seguinte: cobraremos imposto sobre a feiúra. É, imposto. Em níveis: normal, feio, muito feio e “volta pro inferno, Satanás!”. Dependendo do grau da feiúra, se pagará mais ou menos imposto. Mas aí você questiona: mas isso não vai resolver nada pra eles, vai é piorar! Que nada. Não termina por aí.

Esse dinheiro arrecadado financiará os pilares para uma sociedade mais justa! Haverá, po exemplo, cota para feios nas Universidades e nas empresas. Carros adaptados para feios, mais baratos, sem espelhos internos. Feios terão passe livre nos ônibus e preferência nas filas em geral, atrás apenas das grávidas e dos idosos. O governo subsidiará bolsas de estudos no exterior para os feios. Esse ponto, aliás, é até de utilidade pública…

Pessoas bonitas que se casarem com feias terão benefícios fiscais. Assim como as empresas que mantiverem em seus quadros de funcionários mais de 20% de funcionários feios. Mais de 20%, tais emrpesas seriam interditadas pela vigilância sanitária. Haverá também a bolsa-feio: uma pessoa que namorar com um feio receberá, enquanto durar o relacionamento, uma ajuda de custo de acordo com o grau de feiúra do parceiro. Assim como em profissões como modelo, ator e destaque do dia no Mc Donalds a beleza é fundamental, os feios terão rpeferências em carreiras que exijam mais inteligência e estudo, como escritor, médico ou atendente de telemarketing.

É ou não uma boa plataforma de governo? Todos saem ganhando, os feios e os bonitos. Não é preconceito, pelo contrário. É a luta do povo contra a injustiça e a discriminação! Ah, esqueci de falar, o Governador ou o Presidente estão isentos de imposto, mas as mulheres que mantiverem relações com eles ganharão uma bolsa-feio 350% maior do que as que namorarem cidadãos comuns…

Anúncios