“Dizer que seja eterno enquanto dure é como dizer que estarei feliz só por um dia ter acontecido.Tudo bem que isso não deixa de ser verdade, mas preciso admitir que vai bater uma saudade imensa, que vou esperar sua janelinha subir aqui no MSN, e ficar indo e vindo do quarto, só pra fingir surpresa se por acaso você falar comigo.E se alguém vier me dizer que você está com outra pessoa, lê-se na época : KENGA, vou fingir indiferença e falar que desejo apenas que seja feliz!O que hoje é normal, vai passar a ser motivo pra esse coração aqui acelerar: Se me chamar de Lu, já vou me achar íntima denovo, no sinônimo mesmo de amor e ficar na esperança de receber flores e cartão com um pedido de desculpas por ter sido tão bobo ao ponto de me deixar.
Mas eu vou te perdoar, me fazer de difícil sim devido ao meu IMENSO orgulho e me desesperar se você disser que tudo bem se eu não te perdoar.Não tem que estar tudo bem!Desespere-se como eu, chore como eu chorei e corra atrás de mim como eu quero.Vou colocar no nick que estou doente, que morri, que estou triste, que o papagaio do primo da vizinha da minha tia que mora em Caxias caiu da gaiola e eu quero que você venha me perguntar se estou bem, se eu quero conversar sobre isso a frente de uma mesa com duas velas, um jantar , um vinho ( já posso até ouvir o som dos violinos ).Uma mensagem no meio da noite dizendo que sente saudades, ou revelando a brincadeira de péssimo gosto que foi simular um término de namoro.
Envolver amigos, parentes e atores convidados nisso, não foi nada bonito.Mas tudo bem, você nunca foi tão bom com as idéias, o que vale é a intenção!Mas chega de trabalhar com um futuro improvável.Afinal, quem é que quer perder alguém que dedica tanto amor, atenção e faz tanta coisa pra te fazer feliz?Você já viu que sua vida vai ser infernal sem mim né? Então acho melhor nem cogitar a hipótese de terminar comigo.Deixa que eu fico com o relógio e digo até que horas vai a nossa eternidade.Vem aqui, diz que me ama e que também não viveria sem mim.”

Bom, os mais espertos que perceberam as aspas já sabem: o texto não é meu. Mas é tão bom que parece que é! Bom, quase, né…. É de uma menina chamada Luise. E, pasmem, ela tem dezessete anos. Pra você ver… Achei que merecia que eu botasse aqui. É o primeiro texto do blogue que não é meu, tirando os clássicos, Drummond, Vinicius etc. Ah, e fiquem tranquilos, meus textos vão voltar logo após os comerciais. Até por que, quando ela começar a escrever melhor que eu, vou ter que matar ela e todos os amigos e familiares dela, pra não ter prova disso, aí eu paro de botar texto dela aqui. Por hoje é só, pessoal. Morram de saudade de mim, até por que, quem comentar pedindo mais texto dela, além de sumariamente ignorado vai ter bloqueado pra comentários do blogue.

Anúncios