You are currently browsing the tag archive for the ‘post pago’ tag.

Como nem todos os meus milhares de leitores são blogueiros-fuxiqueiros-que-passam-o-dia-no-twitter, não devem estar sabendo do que vou falar mais à frente, mas explico. O caso da brasileira que disse ter sido atacada por neo-nazistas na Suíça começou, pasmem, com o e-mail recebido por um jornalista que também é blogueiro, o Noblat. Ele mesmo admite isso no seu blogue. Bom, sendo o Noblat o Noblat, o “furo de reportagem” ganhou a mídia, saiu da blogosfera e apareceu antes da novela das oito da Globo. Aí o Lula, o embaixador, até a Luciana Gimenez meteram o bedelho no assunto. Repito: tudo isso SEM comprovação, se baseando, lááá atrás, no e-mail que o Noblat recebeu. E agora todo mundo já sabe o que deu, e o Noblat já até pediu desculpas. O Mestre Yoda do marketing de guerrilha, Mr. Manson, falou disso no blogue dele de maneira genial. Também vou meter meu bedelho, sem repetir o que ele falou lá.

Bom, todo mundo sabe que eu não sou contra post pago. É como uma ação de merchandising ou usar uma celebridade em um comercial. Às vezes dá certo, às vezes não. Alguns posts pagos ficam parecendo o Faustão falando dos lançamentos de livros ou do Magazine Luiza: dinheiro jogado fora, no caso dos blogues. Mas outros são como você pagar o Ronaldinho Gaúcho ou o Kaká pra usarem a sua marca de chuteira. E essa última funciona. Um post pago que não fuja da linha do blog, e seja realmente interessante funciona. Mas um post pago que fica parecendo a Adriane Galisteu falando sobre Shakes pra emagrecer, esse post está fadado ao insucesso e ao escárnio de blogueiros malvados comedores de cérebros de pequenos blogueiros, como o próprio Mr. Manson ou o Cardoso. E se você não é blogueiro, acredite em mim, a última coisa a sua marca precisa é virar piada na boca (blogue) de um desses dois, só pra citar dois. Sinceramente, eu não ia querer que isso acontecesse com meu cliente.

Mas infelizmente, muita agência “de internet” prefere a Adriane Galisteu falando do Magrins do que o Kaká usando a chuteira deles. Aí anunciam cerveja em blog literário e por aí vai. Isso sem falar no conteúdo. Quando a ação é pauta, ou seja, interessante ao ponto de ser noticiada, os blogs provavelmente vão dar (no bom sentido, claro) de graça. Porque notícia é notícia, e merece ser, adivinha?, noticiada! Porque se o conteúdo for bacana, as pessoas vão replicar o blog dele, e ao invés dele ganhar uns sacos de biscoito ou alguns vidros de bronzeador, ele ganha respeito e credibilidade. E pra um blog, o dinheiro só vem a partir da credibilidade. Salvo raras exceções.

Mas prum garoto de vinte e poucos anos, ser “reconhecido” por uma agência como “veículo” e ganhar duzentas pratas pra anunciar marca de cimento no blog de humor dele é o máximo. E as agências sabem disso. Mas quando for pra falar sério, notícia de verdade, quem você escolheria? Um blogue que anuncia até passeata dos Sem-Terra por uns trocados, ou um blogue que até faz posts pagos, mas que só publica conteúdo REALMENTE RELEVANTE? Em qual dos dois você acha que a “imprensa tradicional” vai buscar pauta? Qual dos dois é mais relevante? Precisa nem responder. Conteúdo bom e audiência qualificada valem muito mais do que bilhões de leitores por dia, modéstia à parte.

Mas, vento que venta lá venta cá, as agências também têm sua parcela, nada pequena, de culpa. A maioria não se preocupa em fazer uma ação realmente bacana, interessante, que valha a pena ser replicada e publicada como notícia. Exatamente por saber que muito blog por aí publica qualquer coisa mediante cestinha de brindes ou uns trocados, elas fazem qualquer coisa e os blogs “dão” a notícia. E como elas pagam, eles dão mesmo, e temos aí um círculo vicioso perfeito. Aí vem um dos dois lá de cima, fala mal da ação e as bonecas ficam todas putinhas dando chiliquinho.

Um blogue que quer ser veículo deve se dar ao respeito, e publicar notícias ou fatos relevantes e que tenham a ver com a linha editorial do seu blogue. Porque no fundo, a gente não lê blogue pra ver promoção. A gente quer ver notícia, humor, textos, o que for. Mas não propaganda. Quem quer ver propaganda entra em blogue de propaganda. Quem entra em blogue de humor quer ver humor, quem entra em blogue de contos quer ver contos, quem entra no Kibe Loco ta querendo um apanhado geral sobre o que os outros blogues estão falando sem citar a fonte. Enfim, ninguém ta na internet pra ver propaganda, assim como ninguém vê TV pra ver propaganda. E no fim, você quer que seu blogue seja visto como um MultiShow, um GloboNews ou um Canal da Polishop? Você quer que a sua marca seja o Ronaldinho usando chuteira da Adidas, Nike, sei lá, ou o Raul Gil falando dos benefícios do moderníssimo notebook Positivo? A escolha é sua, camarada.

Acompanhe o Ego

Textos novos todas as segundas e quintas! Anote na sua agenda e visite o Ego com mais frequência!

Leia os textos antigos

Já contribuíram para o crescimento do meu Ego

  • 377,913 malucos
agosto 2014
D S T Q Q S S
« jul    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 35 outros seguidores